29 novembro 2007

Benção "divina"

Surpresa das surpresas! Então não é que este "anjinho" aterrou esta semana cá no condomínio?!
Para estar mais perto do céu, foi habitar o 15º Frente. Uma maçada quando o elevador estiver avariado!
Se chegar lá é de ficar sem fôlego, o "anjinho" é de cortar a respiração.
[O meu amigo Bino acha que com asas destas dá para "voar" bem alto, embora não dê muito jeito. O Bino não deixa de ter razão.]
Ó gode meique mi a mène ove sense, bate note tedei!

28 novembro 2007

Erasmus para Condomínios

A exemplo do que já acontece para as Universidades, vários condomínios de top da Europa puseram em marcha o um programa Erasmus de intercâmbio de condóminas(os).
Em Portugal, cá o nosso condomínio é o único capacitado.
As pequenas da foto vêm frequentar o nosso Erasmus já a partir de Dezembro e durante um ano. Esperamos "ensiná-la toda".

23 novembro 2007

Pois, bom FdS!

Bom, essa do "venha o diabo e escolha", prova-se que já caíu em desuso. Moral da história: O Diabo nunca é de confiar. Eu vou por mim. Mas adiante, que os exemplos estão à vista.
Esta menina, de sua graça Flávia Alessandra, actriz, diz que "Ando pelada em casa, faço topless, mas ninguém me vê".
Olha que peninha! Venha cá para o condomínio e será mais vista que a Torre Eiffel.
Já a Lili Caneças, figura do nosso jet set, foi pedida em casamento numa festa e a propósito remata: "Como não sou marreca, nem coxa, é natural que de vez em quando surjam uns pedidos de casamento".
Ora pois, nem marreca, nem coxa, mas fora do prazo de validade. Ora essa é que é essa. O condomínio está cheio, Lili.

11 novembro 2007

Concerto a não perder

O coro cá do condomínio foi convidado para participar no I Encontro Internacional de Coros de Condomínio a realizar na Arrochela de Baixo, no próximo mês de Dezembro.
Os ensaios já começaram sob a orientação da D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, Administradora do condomínio e maestrina, formada no Conservatório de Yorkshire, e já reformada, mas que ainda lhe dá um jeito.
A adesão das condóminas foi um êxito e esperamos que o resultado final valha o esforço.
A escolha do reportório foi feita pelo meu amigo Bino e faremos a apresentação, em estreia mundial, da obra "Prelude du Fornication".
Aqui fica, para quem tem dotes musicais, a pauta para cantar ou assobiar no banho.
[O meu amigo Xico Russo, "ntelectuali incartado", acha que o kamasutra em letra de música é bué de fixe! Pois que seja!]


08 novembro 2007

Quem quer um bom condomínio...

Nós cá no prédio, gabámo-nos de ser originais. Desta vez trata-se de mais uma prova de "caça ao bicho".
E as "malucas" das minhas vizinhas não se fizeram rogadas. O prémio para a vencedora: uma agradável surpresa, preparada pela D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto e administradora do condomínio.
O desfecho, fica no segredo dos Deuses. Só sei que fiz mais que uma meia-maratona...


...e o esgotamento foi tanto que a D. Mimi mandou-me esta energética e revitalizadora "taça" de morangos.
Já sei. Só falta dizer se devolvi a "taça". Não digo, suas cuscas!

[Oh God, make me a man of sense, but not today!]

04 novembro 2007

É o que está a dar...


Um insólito concurso vai colocar à prova a habilidade das mulheres chilenas de fingir, em 3 minutos, um orgasmo da maneira mais real possível, noticiou a agência de notícias AFP.
«A mais credível e convincente» será a vencedora, explicou o organizador do concurso, Leonardo Barrera.
O júri será composto por fingidoras profissionais: actrizes chilenas que já fingiram orgasmos em séries de televisão, no cinema ou no teatro.
«O principal são dois gritinhos curtos e um longo. Às vezes a mulher finge mal com tantos gritos», disse a actriz chilena Shlomit Baytelman, uma das juradas do evento.

Entretanto o Departamento de Eventos cá do condomínio que já tinha em projecto uma iniciativa do género, teve de cancelar a iniciativa. Apesar de tudo, e para não defraudar as expectativas criadas nos nossos condóminos e condóminas, a Soraia Chaves, protagonista do filme o Crime do Padre Amaro, virá cá dar um jeito. A "soirée" promete!

Já agora que estamos com a mão na massa, transcrevemos a questão colocada pelo consulente M. A., natural de Braga, à revista Maria:
"A minha namorada quando está a fazer amor grita uma série de palavras que são banalidades, em vez de palavras eróticas. Isto irrita-me e já fiquei com o serviço a meio. O que devo fazer?"
Meu Caro M. A.: Apesar de todas as explicações "especializadas" da Maria, a questão só tem uma solução, segundo o meu ponto de vista: Olhe, tire-lhe o dicionário da mão. Vai ver que resulta.


[Oh God, make me a man of sense, but not today.]

03 novembro 2007

Abrir a boca, mas nunca até às orelhas...

Título do PortugalDiário : "Não gostou das críticas e cortou o pénis ao marido".
No desenvolvimento da notícia pode ler-se: "... Tudo aconteceu quando um homem indonésio , de 42 anos, a trabalhar na Malásia, estava na cama com a sua mulher de 48 anos a conversar sobre a segunda esposa, recém-casada com ele [apesar da bigamia ser considerada ilegal desde 82, uma minoria de casais ainda mantém esta tradição].
Na sequência da comparação do desempenho sexual da 1ª mulher com o da 2ª esposa, 18 anos mais nova, a mais velha sentiu-se ofendida e atacou o pénis do marido com uma faca de cozinha.".
O pobre coitado ainda conseguiu pegar no "instrumento" [olha se ela o tem atirado ao gato!], montar na mota e ir ao hospital onde os médicos lhe reimplantaram o órgão.
[Ao ler a notícia até os pêlos do peito e das pernas se me puseram de pé. Safa! A D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, diz que os homens nunca mais aprendem: Falam de mais. E nem sequer precisavam de ser tão mulas como elas.]
A D. Mimi lá sabe do que fala. E psicologia é o forte dela.