31 dezembro 2005

Deixemo-nos de tretas

Isto é uma hipocrisia pegada. Cá na oficina optamos por não "saltar" do socialmente correcto e cá vai a mensagem e o "calendário".

O Senhor dos Anzóis deseja a todos os seus fornecedores, clientes e amigos [da onça] um 2006 com 365 dias, 8.760 horas, 525.600 minutos e 31.536.000 segundos, com muito Sol no Verão e chuva miudinha [pró grosso] no Inverno.

N.R. Aos amigos não cometo a ofensa de os incluir nesta mensagem.

30 dezembro 2005

Azulejos de colecção (15)

Elogio em causa própria

"O saber não ocupa lugar". Está explicado porque só pago um bilhete nos transportes públicos.

Pediram-me para comentar...

As "tiradas" da Quinzena:

António Borges, reputado economista, cavaquista: "Ou as pessoas apertam o cinto e trabalham por menos dinheiro, ou as empresas vão à falência e o desemprego aumenta".
Por acaso, só por acaso, é que este senhor não é Prémio Nobel da Economia.

"O IRC devia ser de 0% para estimular o investimento". Filipe de Botton, empresário, cavaquista.
Por acaso não passa pela cabeça deste senhor ficar com o IRS dos trabalhadores para que a estimulação do investimento seja ainda maior?

"O povo português era audaz e deixou de o ser". Belmiro de Azevedo, empresário, cavaquista.
Que sorte que tens, ó Miro! Vê lá se a audácia se virava para os hiper's.

Cinha Jardim, figura do jet-set doméstico, cavaquista: "Sei lidar com leões como ninguém. Tenho uma relação privilegiada para os conseguir domar".
Grande artista de circo esta tia! É das poucas domadoras que o faz na horizontal. E já agora, terá sido esta a "deixa" para que alguém se lembrasse de propor a legalização da prostituição? Pois eu não sei!

Livro Amarelo

O kamarada Pinto Ribeiro aconselhou cuidado com o nome do "bilogue" CCB-Cavaco Cobiça Belém. É um conselho avisado. Que não haja confusões, "pissoal"!
A partir de hoje O Senhor dos Anzóis "vira" À Vontade do Freguês.

Entretanto, há outra razão que me obriga a "virar", ainda mais pertinente que a do PR. Houve quem entendesse "CCB-Cavaco Cobiça (Maria de) Belém". Era incapaz de uma banalidade tão sonsa. E ficava com um problema: Que fazer da Maria Cavaca?

Finalmente, a chave. O CCB, obra do regime cavaquista, só se chamou Centro Cultural de Belém para esconder, já na altura, o verdadeiro desígnio de Cavaco: Cavaco Cobiça Belém.
Só não o denunciei porque odeio ter razão antes do tempo.
Amén.

28 dezembro 2005

Soares dixit!

Depois d' almoço, qualquer um tropeça. Querem ouvir a melhor? Então, liguem o som, desliguem o Zeca, e cliquem sobre a imagem. Vale a pena um pouco de paciência e mesmo ver o vídeo aos soluços. É o Mário no seu melhor!


E como convém, ajudamos reproduzindo a "pérola":

Jornalista: Ficou chocado com aquilo que disse o líder do PP? [comentário sobre o terrorismo ter a sua génese na esquerda]

Mário Soares: Não, não foi o líder do PP que disse isso. E aquela coisa que me referi, do terrorismo, foi o líder do CDS que disse isso, Dr. Ribeiro e Castro, que é uma coisa inaceitável e impossível. Ele diz aquilo... ele é, ainda por cima, deputado do Partido Socialista... um dos grandes grupos do Partido Socialista é o Partido Socialista... o Partido Socialista Europeu... Imagine lá como é que ele vai entender-se com os colegas do parlamento a dizer dessas coisas aqui no plano interno... E é feio, não é bonito e... é uma pena que seja um dos mais entusiásticos, senão o mais entusiástico, apoiante do dr. Cavaco nesta eleição.

27 dezembro 2005

26 dezembro 2005

No dia 22 de Janeiro

haverá também um peditório nacional a favor deste pobrezinho.

Não, não é arrumador.
Apesar do aspecto, não constitui qualquer perigo para a democracia. Dizem os outros amigos pedintes.
E já agora, acho que também se pode dormir de portas escancaradas
.

É o bruxo de Boliqueime que o diz

O Mundial de Futebol na Alemanha.

Será que o Scollari também sabe? Se não sabe, é grave.
Se quer saber, que pergunte ao bruxo a táctica.

Azulejos de colecção (13)

21 dezembro 2005

Depois do debate na 1

a D. Mimi telefonou-me. Queria que eu fosse até casa dela dar duas de treta. Agradeci, mas respondi-lhe que já tinha calçado as pantufas. Aceitou a minha desculpa. Mas antes de desligar, quis saber a minha opinião sobre o debate.
- Sinceramente não lhe quero mentir. Por isso, fico-me por aqui. E a si o que lhe pareceu?
- Também não lhe quero mentir. Cada vez mais me convenço de que só há um candidato.
- ......???
- Pois é verdade. Aníbal Jerónimo Soares Alegre Louçã.
- D. Mimi, amanhã falamos, ok?
- Pense no candidato. Uma noite descansada.

20 dezembro 2005

Esta é já uma prendinha de Natal

Divirtam-se lá um pouquito. Liguem as colunas e cliquem aqui!

A Vitrinística

é uma arte!
Para surpresa minha, no Shopping cá do meu bairro, há uma loja de "lingerie" [ousada, para os gostos da D. Mimi] que ainda não percebeu que as mulheres são de carne e osso.
Será que os "manequins" do tempo da pedra lascada "vendem"?

Num pequeno círculo de amigos

a Gisele (Bundchen) desfez todas as dúvidas: "Não sou convencida, mas acho que só devo mostrar a minha bunda em ocasiões especiais, a alguém especial".

A D. Mimi, com o seu sorriso malandro, acenou-me a cabeça e piscou-me o olho! Fiz de conta que não era nada comigo.

19 dezembro 2005

Escutas telefónicas (em promoção)

Mário Soares: - Joaninha, então não vem aquecer-me os pés esta noite? Tou com arrepios, que nem calcula!
Joana Amaral Dias: - É da idade, vôzinho.
Mário Soares: - Pois, será! Mas, dizia eu se não vem...
Joana Amaral Dias: - Não, não vem no contrato!
[pi...pi...pi...pi....pi....]

Elas têm nove idades

e não sete, como dei nota em posta anterior.

A D. Mimi, que marota!, encontrou-me no elevador do prédio e pediu-me que acrescentasse mais duas: a da frente e a de trás.

Pois eu cá não sei, mas mal pus o pé na rua achei que a D. Mimi é uma senhora de grande sabedoria.

Escutas telefónicas

A D. Mimi acha que "Quem nos escuta, nosso amigo é".

Azulejos de colecção (11)

15 dezembro 2005

"Quero devolver a confiança aos portugueses",

tem-no dito este "senhor".

E eu que até andava cá desconfiado: - Quem teria açambarcado a confiança dos portugueses?
Afinal foi este senhor.
- Vá lá, seu malandro, devolva aquilo que não é seu, e quanto antes. Não lhe ensinaram em pequenino que é muito feio ficar com o que não nos pertence?

Aníbal de

debates entre candidatos presidenciais, tem sido uma trampa. Já desisti.
Talvez este desejo [de grávida] de me voltar a "encontrar" com o Zeca.

O Crime do Padre Amaro (I)



Amélia: Deseja alguma coisa Senhor Padre?"

Nada mais "assassino" para qualquer "vocação".

Li o livro pelos meus 13 / 14 anos. Recordo que me perturbou.

O Crime do Padre Amaro (II)

Só um cheirinho. Vá lá, espreita! Clica aqui.

14 dezembro 2005

Afinal ELAS têm sete idades

e gabam-se de que dá jeito. Assim consta de um artigo publicado na Sábado.

As tias da "Linha" exultaram e voltaram ao Liceu. A minha vizinha do 6º D, por exº, participou-me que já não faz anos.

Na paragem do autocarro

O motorista ainda esperou, mas ela nem sequer se mexeu do cartaz!

13 dezembro 2005

Garanto que assim não vai lá

Ou será que pretende substituir-se ao "macaco"?

As maravilhas da técnica

Já à venda para quem a mãe natureza foi madrasta.
100% ecológico, evita os silicones. Depois, à vista desarmada e gulosa, o efeito é o mesmo.
Diz, quem tem olhinhos nas pontas dos dedos, que não se nota grande diferença.
Pois eu cá não sei.

Escola a sério?

[Para ampliar, clique na imagem]


Atenção: Você está em Portugal. Sorria!

Oferece-se

Com grande sentido de responsabilidade, para amamentar trigémeos.
Faz domicílios.

11 dezembro 2005

O mais esperado dos combates. No Canal 18!




O "senhor" de barbas brancas, como antepassado genético dos dois "atletas", foi escolhido para moderar o debate.

Vem no Expresso

"Cavaco com mil mulheres".

Epá, isso é colinho a mais e poligamia descarada! Cheira-me qua a Maria Cavaca não vai topar a cena. Mas logo se verá.

E como vai reagir a concorrência, se é que vai reagir?
Aqui ficam umas dicas à borla:

"Louçã com mil lésbicas"
"Soares com mil Lili(s) Caneças"
"Alegre com mil musas"
"Jerónimo com mil camaradas" (se é que ainda as há...).

Olhos nos olhos

Olha-me este! Nem a Drago perde tempo...


Ora, se fossem estes...


Ou os de outro alguém...

Já Cavaco não sou!...

Não resisto a publicar aqui, em 1ª mão, um belo soneto de Cavaco que assina Hermano Sá Dino, e que era para ser recitado no debate com Alegre, caso este se decidisse pela "Trova do vento que passa".

Já Cavaco não sou!...Sou reformado e quero tacho!

Cavaco não sou!... Sou reformado
E da Caixa de Aposentações!... A Belém
Se tudo correr bem vou parar...
E gritarei prá minha Maria: Mas que grande lotaria!


Conheço agora já quão má figura
Em prosa e verso fiz em 10 anos de governo;
Se tivera algum merecimento
Não foi cousa do meu talento,


Mas um rasgo de jumento!
Peço perdão, ó gente mal agradecida
De dez anos à sombra da Europa falecida!


Fui, sim senhor, o pai do tabu à portuguesa!
Mas em Belém, se tudo correr bem,

Comerei o Sócrates de sobremesa!

08 dezembro 2005

Causas de Stress


- ...da-se! Nunca mais é Sexta!

- A gaja nunca mais vem e os "velhos" tão a chegar!

- Fraldas? Irrrrrraaaaaaaaaaaa! Preservativos, ok?

05 dezembro 2005

Os "quebrados" que enrascam

Na caixa do Hiper:
- São quinze euros e sessenta e nove cêntimos, diz a "simpática".
Pago com uma nota de vinte.
- Sessenta e nove é possível?
- #$"%&/($#)§£{[$#&$%&#(&/)(%£§?!!!!!!!!!!!!!

A dúvida

à espera que Cavaco lhes diga se também precisa deles.

5 em 1

Cavaco quer fazer o pleno de uma ponta à outra.
O Cavaco da Direita.
O Cavaco do Centro-Direita.
O Cavaco do Centro.
O Cavaco do Centro-Esquerda.
O Cavaco da Esquerda.
Agora é só escolher, maralhal!

01 dezembro 2005

Prémio "Príncipe das Astúrias"

Enquanto em Portugal se celebrava o Dia da Restauração como um grande feito patriótico, em Espanha o Júri do Prémio "Príncipe das Astúrias" decidiu atribuir, a título póstumo, aquele prestigiado galardão a D. João IV, rei de Portugal.
No elogio do laureado, o Príncipe Felipe de Bourbon, destacou as "visão estratégica de muito, muito longo prazo do monarca português", ao livrar a Espanha de um enorme pesadelo e aproveitou para lançar umas farpas aos Felipes da altura, apelidando-os de "aventureiristas e suicidas".