24 outubro 2005

Pulso firme

O governo português decidiu suspender o acordo de Shengen no que respeita às aves, até que o problema da gripe se resolva.
O SEF já recebeu instruções para vigiar a fronteira e impedir a entrada a aves que não tenham visto. As que estão clandestinas no País, vão ser expulsas.
As que não obedecerem sujeitam-se a ser abatidas por caças da Força Aérea.

Sem comentários: