Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2007

O "falo" da polémica bracarense

Não estava nos meus planos, nem nos da D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, irmos tão cedo a Braga. Mas a reportagem da SIC sobre a polémica ponta fálica do báculo da estátua de D. João Peculiar, fez-nos meter os pés ao caminho. E lá fomos nós no Opel Kadett de 1970, a sofrer de Parkinson, a caminho da Roma portuguesa, e eu com medo de ficarmos pelo caminho. Aquilo em Braga é tudo pertinho. Chegados à entrada da cidade, foi um "tirinho" e nem sequer foi preciso perguntar. Mal paramos, uma daqueles bracarenses da Sé disparou logo: "Vêm ver a estátua, é? Subam e lá em cima virem à esquerda.". Nem o GPS faria melhor. Aquilo parecia uma romaria. Entre turistame e emigrantes de máquinas digitais na mão até mirones de telemóvel, era um ver se te avias a registar o "monumento". E umas "Marias" mais desinibidas até faziam questão de se agarrar ao "coiso", simulando umas "porcarias" pouco dignas! Mais afastado, e com ar hipocritamente s…

O seguro morreu de velho!

Na pastelaria da D. Celestinha e até no mercadinho da Zulmirinha não se propagandeia outra coisa. Diz-se que cá no prédio "as minhas vizinhas são boas com' ó milho". [Modéstia à parte, até não deixa de ser verdade.] A D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, tem levado a coisa "na boa" dizendo que "o milho é mas é do transgénico". - É mais silicone do que maçaroca, costuma ela gracejar. Mas a questão, bem vistas as coisas, não está para graças. O meu amigo Bino anda apreensivo e com razão. A gente não está livre que um qualquer grupo "ecologista" do tipo "Verde Eufémia" invada cá o milheiral e faça os estragos que fez em Silves. E depois? [Oh God, make me a man of sense, but not today!]

As grandes causas

A D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto e administradora cá do condomínio, tem sido uma militante ecologista ferrenha. Aqui está o resultado do workshop que ela animou cá no prédio sobre utilização e consumo de produtos amigos do ambiente: A Kuka, a minha vizinha de 12º Frente, não perdeu tempo e já pôs em prática a ideia originalíssima de uma cueca biológica. [O meu amigo Bino ficou tão sensibilizado que já me garantiu que se vai converter ao vegetarianismo.]
[Oh God, make me a man of sense, but not today.]

Batendo no ceguinho

Apropósito do post abaixo sobre a placa que na A3 indica a direcção de Anais, recebemos um simpático e-mail do respectivo Presidente da Junta que rezava assim: "Meus caros senhores: O MaquiAbel & JB, de que sou fiel leitor desde o 1º número, é um blogue de referência que não pode lançar suspeições infundadas sobre terras honradas como a nossa. Aqui é só Anais e mais nada. Não procuramos protagonismos nem um lugar no mapa. Grato pela atenção dispensada, o sempre vosso." Assinatura ilegível.
N. R.: Meu Caro Presidente da Junta: Eu e a D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, já em plena festa da Sr.ª da Agonia em Viana e refesteladamente sentados na esplanada da barraca das "Farturas de Lisboa" reflectimos sobre o assunto, enquanto não nos serviram as 2 dúzias de farturas e as meias-de-leite, e chegamos à conclusão de que não deve haver "qualquer coisa antes" e que aí é só Anais. Portanto, estamos de acordo e pedimos desculpa por quaisquer falsas interpretaçõ…

Tadinha da Tuka

No sábado passado houve festa de arromba cá na piscina do condomínio, que nem queiram saber. Uma sardinhada de cair pró lado!
A Tuka, a nossa vizinha do 7º Trás, estava mal disposta e tal, e ficou na caminha. Como a malta aqui é muito unida e solidária, resolvemos ir de meia em meia hora ao apartamento dela para ver se estava tudo bem ou se era preciso um cházito...
A mim, calhou-me ter de fazer o "sacrífício" era pr'aí uma da manhã.
Entrei e deparei-me com a cena que a foto documenta e pensei: "Coitadita, deve tar com frio!". Pé ante pé, puxei-lhe o lençol para cima para prevenir qualquer pneumonia e fui-me embora.
Chegado à piscina contei ao pessoal o que se tinha passado e não é que o nosso vizinho GNR do 1º Esq. mandou-me soprar ao balão!
Eh pá, ele há coisas que a gente nem sequer consegue perceber a associação. Mas prontus![Oh Lord, make me a man of sense, but not today!]

À consideração do Instituto de Estradas de Portugal

Ora ia eu e a D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, na A3 quando nos damos com esta placa.
Anais? Bom falta qualquer coisa antes, concluímos nós. E lá seguimos para as festas da Sr.ª da Agonia em Viana.
[Oh Lord, make me a man of sense, but not today!]

De volta

No regresso de férias, achei que me devia mimar. Comprei um plasma com imagem a 3 dimensões. Isto assim é outra loiça. Até me esqueci de ir tomar café a casa da D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto. Paciência! Fica prá próxima. [Oh Lord, make me a man of sense, but not today!]