22 junho 2006

A Psicologia descobre cada uma...

O Prof. Bill Jones, investigador do Departamento de Psicologia da Universidade do Texas, após a aplicação de um questionário a 30.000 indivíduos de ambos os sexos, conclui que a concentração de qualquer pessoa é máxima quando faz sexo. Em mais nenhuma outra "actividade" humana se consegue atingir um padrão tão elevado.
Uma 2ª conclusão, não menos importante, é a de que a concentração exigida no sexo se faz com uma poupança máxima de energia. Ou seja, o consumo é mínimo. Diz o Prof. que em mais nenhuma outra actividade se consegue um rácio [concentração/energia consumida] tão optimizado.
Aplicação prática das conclusões deste estudo? Serão imensas, digo eu, e com forte impacto na produtividade.
Desde logo, cá no nosso cantinho lusitano o que mais se ouve é que "És um(a) cabeça no ar!", " Não te concentras no que fazes e sai sempre tudo torto!", etc.e tal.
Remédio: Simples, meus caros. Se querem pessoas altamente concentradas, ponham-nas a fazer sexo enquanto trabalham!
Tou mesmo a ver a cena num restaurante.
Sento-me e chamo o empregado. O homem precisa de se concentrar pra me atender. E então lá vai o procedimento adequado:
- Ó Vérónica [a cozinheira russa *****], chega-me aqui a tua febra enquanto eu atendo este Senhor.
Vai lá, vai! Até a mesa abana!!!
[este post tem um destinatário especial: O meu amigo Quim Barreiros].

2 comentários:

| CUIDA DA TUA VISÃO |