15 novembro 2006

Visitamos

um campo nudista para vegetais.
A nossa colega de redacção ficou "impressionada" com o cenoura. Ela lá sabe porquê.

Depois do susto

Estas duas sobreviventes portuguesas das últimas cheias do Vale de Santarém, têm razões de sobra para sorrir.

05 novembro 2006

Nascido a pedido da Banca


....e há umas dezenas de anos, a Banca telefonou ao pai de Teixeira dos Santos e disse-lhe:
- Ó sôr Santos, você podia-nos fazer um favorzito. Não custa nada. Um "truca-truca" com a sua "mais-que-tudo" e daqui por uns anos teremos um Ministro das Finanças à maneira.
O sôr Santos nem queria acreditar e, vai daí, ainda confuso lá conseguiu soltar:
- Mas sôr Banco, valerá a pena o sacrifício? Isso de ser ministro será futuro pró rapaz?
- Claro que é, sôr Teixeira. Vai ver.
O sôr Teixeira correu prá mulher que estava na cozinha a fazer um refugadozito e convenceu-a, mesmo ali, a fazer o trabalho. Foi uma fervurinha.
- Tou, sôr Banco, já está! E agora?
- Agora? Ó sôr Santos, agora é só dar tempo ao tempo!
....
Ano da graça de 2006...
O filho do sôr Santos é ministro das Finanças e a Banca agradece. Um perdão fiscal a propósito da retenção de imposto sobre operações realizadas no exterior por sucursais dos Bancos.
O Santos (filho) anuncia aos portugueses: - A Banca agiu de boa-fé.
Concluindo: Não havia melhor que o filho do velho sôr Santos para fazer um anúncio destes.