30 novembro 2005

Que chatice! Não vou cumprir o objectivo.

Imagem refrescada

A ditadura das audiências obrigou-nos a mais um "refrescamento" da imagem.
Custou-me os olhos da cara, acreditem!

Provérbio sempre actual

Não bate a bOTA com a perdigOTA, lá diz o povo. Se calhar com razão.

Missas do Galo

Para segurança dos humanos que queiram participar nas "Missas do Galo", a Direcção-Geral de Veterinária acaba de publicar um Despacho Normativo, de que se destaca o essencial:

- Todos os galos sem excepção que queiram organizar uma missinha na noite de Natal têm obrigatoriamente de se apresentar até às 20 horas do dia 24 de Dezembro nas Delegações Distritais de Saúde da área da sede do respectivo galinheiro, munidos do Boletim Individual de Saúde devidamente actualizado e de Atestado Médico certificando de que não sofre de qualquer doença infecto-contagiosa há mais de 6 meses.

- Sempre que solicitados por fiéis, é obrigatória a exibição daqueles documentos.

- As contravenções ao disposto no (presente) Despacho serão punidas com pena de morte e cremação, que terá lugar no prazo de 24 horas, e de que será lavrado o competente auto de abate. As cinzas resultantes serão encerradadas em contentores especiais de que constará o seguinte aviso: "Produto altamente perigoso e contaminante, a utilizar como matéria-prima em armas químicas.". Cabe ao Ministério da Defesa o lançamento deste produto no mercado negro internacional. As receitas provenientes da alienação serão afectas à cobertura do défice orçamental, nos termos em que dispõe o Orçamento de Estado para 2006.

- Para cumprimento e execução do disposto no nº anterior, os Matadouros Municipais estarão abertos desde as 0 (zero) às 24 Horas do dia 25 de Dezembro.

- A Direcção-Geral de Veterinária espera a melhor colaboração de todas as partes e, em especial, dos visados no presente Despacho.

Assina o Director-Geral: assinatura gatafunhada e ilegível, mas que se crê ser autêntica.

Internet para tótós

A questão dos crucifixos

Inteligente, ainda bem que a Ministra da Educação veio colocar o problema no seu devido lugar.
Ao contrário, o Ministro da Justiça, mesmo que a título pessoal, veio lançar gasolina para a fogueira. Esse senhor [cheio de tiques irritantes], que não passa de uma "caricatura", acha que os crucifixos são símbolos ofensivos. Um tiraço no pé, no tempo inoportuno.
Já agora, por acaso Sr. Costa [Alberto], que acha dos feriados católicos? Não os quererá abolir também?
Como se calhar nunca pensou numa saída política para a questão religiosa, eu ajudo-o.
Porque não acrescentar, aos feriados católicos obrigatórios do nosso calendário, os feriados muçulmanos, judaicos e hindus, garantindo a pluralidade religiosa e a igualdade de tratamento constitucional? A populaça com certeza que exultará.
Vá lá, Sr. Costa. Estou mortinho por ver o Zé Sócrates enfeitá-lo com um bom par de "abanos" de asno.

28 novembro 2005

Ao pessoal que for a comícios do Cavaco

a saliva seca nos cantos da boca do Professor já não é problema.

A organização distribui antecipadamente

Alexandra Lencastre em entrevista

à Revista Única [Expresso] diz esta coisa interessante:

«No meu trabalho, todos os dias acabamos por ser confrontados com o envelhecimento físico...por exemplo, em mim, são as pálpebras descaídas.».

É verdade, sim senhor, são só as pálpebras. Não se nota?


Como é segunda-feira

lembrei-me de pôr o Cid. Ora vá lá, liga as colunas.
Depois de Cavaco, só me apetece ouvir os pimbas.

Eu já reclamei

[Clicar sobre a imagem para aumentar]

25 novembro 2005

Original, sim senhor!

Os alunos da Escola de Gaia manifestam-se no recreio, de forma original, contra a decisão prepotente e reaccionária do respectivo Conselho Executivo de proibir manifestações de carinho e osculações entre a população estudantil da Escola.
Segundo um porta-voz dos manifestantes, se o Conselho Executivo não recuar, as medidas de protesto poderão endurecer:
- Uma vigília, com osculação durante 24 horas.
- Osculação durante os tempos lectivos.

OTA sempre presente!

É preciso que os eleitores estejam avisados para as mensagens subliminares "inscritas" nos cartazes da campanha para as Presidenciais.

(V)OTA SOARES!
(V)OTA CAVACO!
(V)OTA ALEGRE!
(V)OTA JERÓNIMO DE SOUSA!
(V)OTA LOUÇÃ!

Afinal, todos estão comprometidos com o Projecto. Qual deles terá o descaramento de o desmentir.

Estatísticas da Educação da OCDE

No Relatório das Estatísticas da Educação da OCDE, recentemente publicado, refere-se a dado passo que "níveis mais elevados de educação estão positivamente associados a uma menor incidência numa grande variedade de doenças físicas e mentais".

Perante os milhares de atestados psiquiátricos apresentados pelos professores portugueses, podemos concluir do nível educacional dos nossos educadores.
Como diz o nosso povo, "para bom entendedor, meia palavra basta!".

Título de fotonotícia no jornal Público de hoje

"Acidente ferroviário mata elefante na Índia"

Mesmo sendo de um elefante, não deixa de ser a perda de uma vida.
O Senhor dos Anzóis apresenta à família enlutada as suas mais sentidas condolências e à viúva, em particular, manifesta-lhe a fé de que "quando tomba um elefante, outros se levantarão".
Ou, adaptando um célebre dito do Presidente Jorge Sampaio, "há mais elefantes para além do falecido".

23 novembro 2005

O cantinho de D. Sãozinha


Anónimo angustiado: - Sou heterossexual há muitos anos. Ultimamente tenho tido uma atracção muito estranha e compulsiva por elementos do sexo masculino. Será que sou democrata?
R: - É com certeza. Mas não misture as coisas. Aliás, ser democrata é uma exigência da vida moderna, cujas repercussões na libido pode ter efeitos colaterais como o que refere. Mas esteja descansado. Pior seria apanhar a gripe das aves. Fique bem.

Alexandra Lencastre (Actriz): - Ando preocupadíssima com o futuro. Como serei daqui por 20 anos? Será que tem resposta para esta deprimente interrogação?
R: - Olha filha, infelizmente tenho. Já fui como tu. Agora, além de carcaça, a figura é esta. É a lei da vida.

22 novembro 2005

Fresquinho no Verão, quentinho no Inverno!

Pois é verdade. Trata-se daquela pequena peça capaz de enrascar o mais desenrascado dos machos, agora numa versão "amiga do ambiente".
Então não é que uma marca de "lingerie" [que não nomeio, porque a Triumph não me paga]decidiu lançar no Japão um "soutien" que tem um enchimento de gel que pode ser aquecido no inverno e arrefecido no verão. O resultado esperado está à vista: poupar energia e lutar contra o aquecimento do planeta.
Espera o governo japonês menores consumos em ar condicionado e aquecimento.
Já agora, se a coisa for esteticamente bem pensada, também se poderá dispensar o poluente silicone, digo eu.
Afinal, na maioria dos casos não são os olhos que "comem"?

O que têm de comum estes respeitáveis cidadãos?




Como qualquer português que se preze, andam à pesca (de votos), pois claro!

Post Scriptum: Não tomem como verdadeiro o aforismo popular de que "quem ri no fim, ri melhor", ou o outro que diz "que os últimos são os primeiros".

21 novembro 2005

Diálogo "republicano"

- Ó Manel faltaste à votação do Orçamento. Isso não é mau prá Democracia?
- Claro que não. O meu voto não era preciso.
- Eh pá, mas tu não és deputado?
- Sou, e depois?
- Faltaste à votação do orçamento.
- Já expliquei que o meu voto não era preciso.
- Ok. Mas espera aí. Podes explicar isso outra vez, como se a "malta" fosse muito burra!

Por uma questão de sanidade mental

14 novembro 2005

Azulejos de colecção (8)

A Clara Ferreira Alves

na sua crónica do Expresso desta semana, interroga de forma pessimista:
"As elites do passado citavam Homero. As do futuro, o que citarão?".

Descanse Clarinha! Eu respondo: Clara Ferreira Alves.
Vê como sou optimista?!

Cavaco na quinta-feira passada

referiu que "as próximas eleições autárquicas serão uma oportunidade única para ser injectada uma dose de confiança no país".
Ora a esquerda escusa de se preocupar com as Presidenciais. Afinal Cavaco concorre a Presidente de Câmara.
Como nunca se engana e raramente tem dúvidas, a gente tem que acreditar nele.

Bin Ladem em maus lençóis

Os bombistas-suicidas "revoltam-se" no Paraíso. Já não há virgens para todos, Alá teve de recorrer a "material" em 2ª mão e o pessoal ameaçou com acções "à francesa".
Perante os tumultos, Alá fez um duro aviso a Bin Laden de que tem de reduzir drasticamente o número de atentados com homens-bomba, sob pena de ter de desmascarar a mentira perante os muçulmanos.
Segundo consta, George W. Bush tem rezado todas as noites a Alá.

07 novembro 2005

Decifrem lá!

Cavaco tem uma assinatura de campanha que é mais um tabu.

PortugalMaior

Se ele for eleito Presidente, será que quer anexar a Galiza e recuperar Olivença?
Que fique claro: Eu não estou pra entrar numa Aljubarrota II.

E a gente que o ature!

O prof. Medina Carreira tem um problema, aliás dois.
Zangou-se com o Partido Socialista no tempo de Guterres e há muito tempo que anda zangado com a vida.
É um reputado fiscalista, conhecedor de manigâncias que a maioria de nós nem sonha, mas esta semana à pergunta do Expresso "Como analisa a evasão fiscal de capitais nacionais através da banca?", responde com um "Desconheço o que se passa.".
Só me dá para concluir uma coisa: Metade do cérebro deste senhor também deve ter fugido para o estrangeiro.

Vale a pena ler!

Publicado n' O Vizinho

Desde que os americanos se lembraram de começar a chamar "afro-americanos" aos pretos, com vista a acabar com as raças por via gramatical - isto tem sido um fartote pegado! As criadas dos anos 70 passaram a "empregadas" e preparam-se agora para receber menção de "auxiliares de apoio doméstico".De igual modo, extinguiram-se nas escolas os "contínuos"; passaram todos "auxiliares da acção educativa".Os vendedores de medicamentos, inchados de prosápia, tratam-se de "delegados da propaganda médica". E pelo mesmo processo transmudaram-se os caixeiros-viajantes em "técnicos de vendas".Os drogados transformaram-se em "toxicodependentes" (como se os consumos de cerveja e de cocaína se equivalessem!); o aborto eufemizou-se em "interrupção voluntária da gravidez"; os gangues étnicos são "grupos de jovens"; os operários fizeram-se de repente "colaboradores"; e as fábricas, essas, vistas de dentro são "unidades produtivas" e vistas da estranja são "centros de decisão nacionais".O analfabetismo desapareceu da crosta portuguesa, cedendo o passo à"iliteracia" galopante. Desapareceram outrossim dos comboios as classes 1.ª e 2.ª, para não ferir a susceptibilidade social das massas hierarquizadas, mas por imperscrutáveis necessidades de tesouraria continuam a cobrar-se preços distintos nas classes "Conforto" e "Turística".A Ágata, rainha da música pimba, cantava chorosa: «Sou mãe solteira...»; agora, se quiser acompanhar os novos tempos, deve alterar a letra da pungente melodia: «Tenho uma família monoparental...» - eis o novo verso da cançoneta, se quiser fazer jus à modernidade impante.Aquietadas pela televisão, já se não vêem por aí aos pinotes crianças irrequietas e «terroristas»; diz-se modernamente que têm um "comportamento disfuncional hiperactivo". Do mesmo modo, e para felicidade dos "encarregados de educação", os brilhantes programas escolares extinguiram os alunos cábulas; tais estudantes serão, quando muito, "crianças de desenvolvimento instável".Ainda há cegos, infelizmente, mas como a palavra fosse considerada desagradável e até aviltante, quem não vê é considerado "invisual". (O termo é gramaticalmente impróprio, como impróprio seria chamar inauditivos aos surdos - mas o "politicamente correcto" marimba-se para as regras gramaticais...)Para compor o ramalhete e se darem ares, as gentes cultas da praça desbocam-se em "implementações", "posturas pró-activas", "políticas fracturantes" e outros barbarismos da linguagem.E assim linguajamos o Português, vagueando perdidos entre a «correcção política» e o novo-riquismo linguístico.À margem da revolução semântica ficaram as putas. As desgraçadas são ainda agora quem melhor cultiva a língua. Da porta do quarto para dentro, não há "politicamente correcto" que lhes dobre o modo de expressão ou lhes imponha a terminologia nova. Os amantes do idioma pátrio, se o quiserem ouvir pleno de vernaculidade, que se dirijam ao bordel mais próximo. Aí sim, um pénis de 25 centímetros é um "car**** enorme" e nunca um "órgão sexual masculino sobredimensionado"; assim como dos impotentes, coitados, dizem elas castiçamente que "não levantam o pau", e não que sofrem de "disfunção eréctil".

Brilhante texto da autoria de Zé António de Àgueda e Carlos Marques

03 novembro 2005

Mau, mau...

A Tininha dos frangos, que tem uma banca no Bolhão, jurou-me que ouviu na rádio que agora vem aí a "gripe do peixe congelado". A ser verdade, não admira. Com aquele gelo, quem é que não apanha gripe?

Mas para mim, isto cheira-me a esturro. É a guerra dos lobbies dos frangos e da pescada congelada.

O feitiço virou-se contra o feiticeiro

O vírus da gripe das aves, o famoso H5N1, acaba de contrair o próprio vírus. Ou seja, nem ele escapou à gripe das aves.
Segundo especialistas, o resultado será surpreendente. O vírus H5N1 entrará em autodestruição.
Querem melhor notícia? Como diz o povo, "o feitiço virou-se contra o feiticeiro".

Já há cartazes de campanha

Cavaco já lançou o seu primeiro cartaz de campanha:

Portugal precisa de si!

E o segundo já está na forja. Ainda mais sugestivo:

E dispensa-me a mim!

Apoio de peso!

O Cavaco vai ficar com os dentes como ossos.
Não sei como te agradecer, Albert!

Azulejos de colecção (4)

02 novembro 2005

Os Mandatários da minha Candidatura

Como prometi no dia 28 de Outubro [ver post] ao apresentar a minha candidatura presidencial e a minha Mandatária Nacional, eis que apresento os mandatários [padroeiros] para os estratos populacionais [também chamados grupos de risco] que serão objecto de tratamento especial, caso seja eleito Presidente, como espero.


Mandatário ou o Padroeiro para os Desempregados:
Prof. Doutor Pedro Santana Lopes
, um desempregado de luxo. Um bom exemplo para os desempregados portugueses. Acumula com reforma.



Mandatária ou Padroeira para os Reformados:
Prof. Doutora D. Branca, a banqueira do Povo. Fez sucesso nos anos 80. Especialista em multiplicar reformas de miséria. Aplica o método bíblico da multiplicação dos pães.



Mandatária ou Padroeira para os Funcionários Públicos:
Prof. Doutora Arquitecta D. Dulce Pontes, cantadeira cujo apelido tem enorme aceitação e prestígio junto do funcionalismo público.



Mandatário ou Padroeiro para a Terceira Idade:
Prof. Doutor Hermenegildo Viagra
, gerontologista e especialista em fazer voltar a vida aos bons velhos tempos.




Mandatário ou Padroeiro dos Políticos:
Fiquei emocionadíssimo quando recebi a disponibilidade da credível



Mandatário ou Padroeiro para a Juventude:
Titó Preservativo
, jovem sem teias-de-aranha. Intelectual, desportista [especialista em levantamento de copos] e abomina a política. Acha piada ter namoradas na idade dele.


Eis que a lista de mandatários / padroeiros está completa. Agradeço a todos o apoio e disponibilidade.
Agora é trabalhar pró voto.

Comigo na Presidência, não há Tempo nem Paciência.
VOTA em MIM!