14 março 2012

Queres saber?

O que é uma "sex shop" para cristãos? Ver Aqui.

"Trabalhar" por prazer e com prazer

A britânica Nat Garvey recebe 30 mil euros para testar vibradores. Com 24 anos, amigos e familiares reconhecem que ela tem um emprego do caraças: testar brinquedos sexuais. E pode-se dizer que, apesar de insólito, é um trabalho lucrativo, já que anualmente equivale a mais 25 mil libras (cerca de 30 mil euros) na conta bancária de Garvey.
“Eu represento todas as mulheres normais que, tal como eu, necessitam dos seus brinquedos. Tenho vários brinquedos para testar diariamente, em vez de estar sempre em frente ao computador e a tratar de papéis”, referiu a jovem ao jornal ‘The Sun’. Ora essa é que é essa.
"Aníbal" da Presidência da República, coraram com a notícia. Uns puritanos do camano, desabafou o meu amigo Bino.

05 março 2012

Voltando à vaca fria...

Como elas vêem o "coiso" do respectivo consorte.

Insólito (I)

EUA: Casal e amante procuravam cão para orgia

Um casal norte-americano e o seu amante foram detidos na segunda-feira em Phoenix, no estado do Arizona (EUA) após terem sido acusados de usar o site de classificados Craiglist para encontrar um cão para uma "orgia sexual". O insólito caso foi divulgado pela emissora televisiva KPHO.
Segundo a polícia local, Sarah e Shane Walker, de 33 e 38 anos, respectivamente, e Robert Aucker, de 29 anos, amante de Sarah, foram apanhados em flagrante delito quando um agente se fez passar pelo dono do cão que o trio procurava na internet. No relatório decorrente da investigação pode ler-se que os três arguidos admitiram o crime e confirmaram que andavam a procura de um animal com o qual a Sarah pudesse ter relações sexuais, enquanto os seus dos parceiros ficavam a observar.

Insólito (II)

EUA: Condutor alcoolizado tinha vibrador no ânus


Um automobilista norte-americano, que chocou contra a traseira de outro automóvel, estava a ser detido por ter cinco vezes mais álcool no sangue do que o limite legal no estado da Florida quando o agente descobriu que o homem de 41 anos estava a usar um vibrador anal.
"O detido tinha um vibrador anal inserido no recto", escreveu o agente no boletim de ocorrência após o acidente ocorrido às 11h20 de 24 de Fevereiro.
O automobilista Kevin Brann, de 41 anos, terá removido o acessório sexual quando já se encontrava no banco traseiro do carro-patrulha que o estava a levar à esquadra, acabando por defecar no assento.
Está agora acusado de condução sob efeito de álcool e vai responder pelos danos no outro automóvel. Quanto à condução enquanto utilizava acessório sexual, não há notícia de que seja crime.