31 julho 2007

A "bomba"

A minha vizinha do 8º Trás regressou de férias. Vem "torradinha" q.b.. O sucesso cá no condomínio está assegurado. O meu amigo Bino anda mortinho por lhe dar umas bicadas.
[Não sei com que intenção, mas a D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, passou pelo meu T0-1 e deixou-me uma garrafa de Moet & Chandon no mini-bar e 2 maços de tabaco. Coisas de uma vizinha 5 estrelas, penso eu.]

20 julho 2007

Ao qu'isto chegou!



Este senhor é mais uma "vítima" da política educativa do Ministério da Educação e da Caixa Geral de Aposentações.
Foi a três Juntas Médicas e recusaram-lhe a reforma, dando-o apto para a docência. O homem enxarcou-se em anti-depressivos, ansiolíticos e sucedâneos, mas nada. As tremuras, a incontinência e as cefaleias agravavam-se a cada dia.
Resta-lhe agora a esperança da acupunctura 24 horas por dia. A companheira, modista no ateliê da Ana Sousa, também lhe vai aplicando uns alfinetes de marcar baínhas a ver se resulta.
O homem diz que não tem condições para enfrentar os alunos naquela figura. Eu também acho.
[A D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, diz que se reformou noutro tempo. Com umas radiografias à coluna da empregada que tinha lá em casa que era marreca e que até podia ser avó dela. Bons tempos esses, D. Mimi!]

19 julho 2007

A "pedófila"

O meu amigo Bino passou-se com a notícia. Ele que está disponível e não se importa de ser abusado. Aliás, está a pensar em repetir o secundário!
[A D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, vê o assunto pelo lado avícola: há aquelas que gostam de galos, outras que preferem frangos e outras ainda, sabe-se lá porquê, que têm uma fixação por franganotes de aviário. Onde está o problema?, interroga-se ela. Em lado nenhum D. Mimi. Em lado nenhum!]
Eu confesso: fiquei cá com uma peninha dos catraios que nem me seguro. Os coitados vão ficar traumatizados prá vida inteira.

17 julho 2007

Bom dia!

Coitado do meu amigo Bino. Ele bem se fartou de miar toda a noite, mas a sorte não quis nada com ele!

A vida é o que é

"Sinto-me um ginecologista: trabalho onde espero que muitos se divirtam.", disse José Miguel Júdice numa entrevista ao JN de ontem.
[O meu amigo Bino lamenta-se ter tido vocação para médico e não ter chegado lá. Ele que nem trabalha e, pior ainda, não se diverte. A D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, lamenta que o ginecologista dela tenha a escola do Júdice. O mesmo não diz a Ulma, a empregada nórdica da D. Mimi, que acha que o dela até se esquece que é ginecologista.]

12 julho 2007

O "turista"



O MaquiAbel & JB apanhou o ministro Mário Lino, nos seus poucos momentos de lazer, numa visita solitária à margem sul.
Será que lhe pesa a consciência, ou será um "convertido"?
[A D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, avisou-me para ter cuidado com algum "bufo" zeloso e fez tudo para impedir a publicação deste post. Eu não podia ter arranjado um anjinho-da-guarda melhor.]

08 julho 2007

05 julho 2007

A animação continua

Chegou a época da animação e a D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto, cumpre o programa à risca. Realizou-se entre as "meninas" cá do prédio o concurso dos "Mais vistosos implantes de silicone". O resultado está à vista. A piscina do condomínio estava à pinha e não faltaram os mirones a babar-se.
[A D. Mimi achou que só devíamos atribuir menções honrosas porque os "exemplares" a concurso eram um pouco fatelas. Mas o júri, no qual me incluí, achou por bem atribuir o 1º lugar "ex-aequo". Para que pró ano haja mais.]
O meu amigo Bino bem se espumou e diz que, se as "prateleiras" servem só para garrafas, é um desperdício. Pois é Bino.

01 julho 2007

A poética da culinária

Aqui no prédio voltamos aos fins-de-semana culturais. Eu já lhes sentia a falta.
A D. Mimi, a minha vizinha do 3º Dto e administradora do condomínio, preparou-nos um programa de sonho. Um recital de Receitas de Culinária neo-realistas. As "diseurs", escolhidas a dedo, foram algumas das nossas vizinhas que, tal como algumas receitas, deixaram-me com "água na boca".
A Bia, a nossa vizinha mais recente, levou a assistência ao rubro com a sua "Saltimboca à antiga". Simplesmente magistral! Dita num tom intimista e sensual.


Espalma-me o bife

Tempera-o com sal e pimenta!

Dispõe as fatias

De presunto e as folhas de salva

Sobre ele unindo-as com palitos.

Polvilha-as com farinha

E leva-as a fritar

Em manteiga.

Junta ao molho da fritura

O vinho do Porto

E a base de molhos para assados

Dissolvida em leite.

Junta-lhe o bife

E deixa-me a ferver

Um minuto que seja!
Serve-te do bife

Regado

Com o molho

Da minha paixão!

[Obrigado D. Mimi pela iniciativa. Obrigado Bia pelo prato. E na próxima, nem que sejam "Tripas à moda do Porto".]